terça-feira, 9 de outubro de 2012

Olá galera. Dia 27 de outubro próximo, o 3º Ano do Colégio Atlântico, de Itapema, estará promovendo uma festa "Anos 80" para angariar fundos para sua formatura. O número de convites é limitado, somente 60 (1 por casal - idade mínima: 18 anos) a R$35,00, incluindo 20 salgadinhos por casal (bebida à parte) e o direito de participar da melhor festa temática que Itapema já viu!! ATENÇÃO!! O TRAJE A RIGOR (ANOS 80) É OBRIGATÓRIO!! Participem e/ou divulguem!!

sexta-feira, 15 de junho de 2012

UM CORDEL PARA OS PAULISTAS

UMA BURCA PARA GEISY
Miguezim de Princesa
I
Quando Geisy apareceu
Balançando o mucumbu
Na Faculdade Uniban,
Foi o maior sururu:
Teve reza e ladainha;
Não sabia que uma calcinha
Causava tanto rebu.
II
Trajava um mini-vestido,
Arrochado e cor de rosa;
Perfumada de extrato,
Toda ancha e toda prosa,
Pensou que estava abafando
E ia ter rapaz gritando:
"Arrocha a tampa, gostosa!"
III
Mas Geisy se enganou,
O paulista é acanhado:
Quando vê lance de perna,
Fica logo indignado.
Os motivos eu não sei,
Mas pra passeata gay
Vai todo mundo animado!
IV
Ainda na escadaria,
Só se ouvia a estudantada
Dando urros, dando gritos,
Colérica e indignada
Como quem vai para a luta,
Chamando-a de prostituta
E de mulherzinha safada.
V
Geisy ficou acuada,
Num canto, triste a chorar,
Procurou um agasalho
Para cobrir o lugar,
Quando um rapaz inocente
Disse: "oh troço mais indecente,
Acho que vou desmaiar!"
VI
A Faculdade Uniban,
Que está em último lugar
Nas provas que o MEC faz,
Quis logo se destacar:
Decidiu no mesmo instante
Expulsar a estudante
Do seu quadro regular.
VII
Totalmente escorraçada,
Sem ter mais onde estudar,
Geisy precisa de ajuda
Para a vida retomar,
Mas na novela das oito
É um tal de molhar biscoito
E ninguém pra reclamar.
VIII
O fato repercutiu
De Paris até Omã.
Soube que Ahmadinejad
Festejou lá no Irã,
Foi uma festa de arromba
Com direito a carro-bomba
Da milícia Talibã.
IX
E o rico Osama Bin Laden,
Agradecendo a Alá,
Nas montanhas cazaquistãs
Onde foi se homiziar
Com uma cigana turca,
Mandou fazer uma burca
Para a brasileira usar.
X
Fica pra Geisy a lição
Desse poeta matuto:
Proteja seu bom guardado
Da cólera dos impolutos,
Guarde bem o tacacá
E só resolva mostrar
A quem gosta do produto.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

SAUDADE

Acabei de ver um programa, com um apresentador que não via há muitos anos: Rolando Boldrin. O programa, cujo nome é muito parecido com o que via na minha infância - Sr. Brasil - trouxe algumas recordações que me fizeram muito bem, por isso o texto abaixo. Espero que gostem...

"Há tempos não me sentia assim, nostálgico. Na verdade, foi uma soma de motivos: a letra da música ouvida - uma homenagem dos músicos à sua cidade natal; o canal de tv onde o programa estava passando - e paraná; uma meio-solidão-momentânea; não sei, só sei que foi assim. As lembranças que me vieram foram uma mescla de sensações, alegrias, tristezas, emoções. Passeio Público com meu pai sábado de manhã: ele, cerveja; eu, Wimi; nós, porção de linguiça. Visita aos bichos, pedalinho, sorvete (Chicabom).
Tinha também o bar Stuart, onde meu pai encontrava com os amigos. Mercado das pulgas. Álbum de figurinhas, vó Violeta trazendo montanhas de figurinhas, adoçadas pela deliciosa bala 7 Belo. Torradinhas com queijo na casa da vó Jusil. Vô Hamilton fumando cachimbo (fumo de cereja) e licor de menta, debruçado na janela do apartamento, do 4º andar do edifício Padre Anchieta. Corrida de cavalo no Jóquei Clube aos domingos (ganhei uma aposta no número 10). Almoço no Clube Curitibano. Jantar na pizzaria Palazzo ou na Sacristia. Fogo na casa da vizinha da tia Lola (seguida de surra fenomenal). Os diferentes endereços, os diversos colégios: Medianeira, Santa Maria, Novo Ateneu, Positivo, Dom Bosco. 1ª viagem de avião - Londrina. 2ª - Campinas. Matinê aos domingos - Plaza, Astor, Lido, Condor. Guaratuba - de manhã, mar; de tarde, piscina do Iate Clube; à noite, pracinha e sorveteria Bom Sucesso. A primeira bicicleta. O primeiro beijo - Claudinha, debaixo do mamoeiro da sua casa. Viagens a Foz para fazer compras no Paraguai. Água da bica em Guaratuba. Visitas ao cemitério com a vó. Feira domingo pela manhã. Vina com gasosas Cini. Natação no Golfinho. Inglês no Inter. Amendoim e suco em embalagens plásticas na Baixada. Pão com bife. Natal com disco do Roberto. Bolinho de arroz enroladinho. Macarrão com posta. Galinha de fábrica. Buzina do Jeep. Balas Zequinha. Chão riscado de Kichute e, e, e..."

quinta-feira, 21 de julho de 2011

QUE CHUVA, NÃO!?


Cara, não aguento mais este tempo chuvoso. Não dá para fazer nada!! Está certo que gosto de ficar em casa, mas gosto também de ter a opção de sair de casa, se quiser, mas com esta chuva...

domingo, 26 de junho de 2011

ASSIM NÃO DÁ

A coisa está feia para os lados da Arena da Baixada. Com apenas um ponto em seis jogos do Brasileirão, o CAP está ameaçadíssimo pelo reduction ghost.
O técnico já foi, bem como a raça e a vergonha na cara por parte dos jogadores, que não honram o manto sagrado, esquecendo o que diz nosso hino: "a camisa rubro-negra só se veste por amor".
Mas eu, como toda a nação de Fanáticos pelo Clube Atlético (dos) Paranaense(s), não abandonarei jamais, pois "atleticano é quem tem raça e não teme a própria morte"!!